Menos clientes? Temos uma receita para si.

Grande parte das pequenas e médias empresas não têm no seu conhecimento o processo a seguir, ou a quem se devem dirigir, para criar um logótipo que seja coerente com os valores e objectivos de comunicação da marca. Isso pode criar um problema de comunicação e de identidade, mas aqui vamos mostrar as razões que podem levar uma empresa a mudar o logótipo e a forma como o devem fazer.

Se já tiver um logótipo, uma mudança implica a alteração de toda a identidade corporativa da empresa, se assim não acontecer, pode correr o risco de confundir os seus clientes. Normalmente, os momentos mais oportunos para uma mudança são, no caso de reposicionamento de produto e em períodos de evolução e/ou criação de novos produtos.

Vamos ao que interessa.

Pondo a mão na massa, vamos mostrar-vos a receita e os ingredientes necessários para uma mudança suave, com bom planeamento e de acordo com os objectivos da empresa.

Estas são as etapas geralmente seguidas na confecção de um projecto gráfico de logótipo:


1. Briefing (onde definimos da receita...)

O Briefing é a reunião que temos com o cliente, com o objectivo de nos apresentar a sua empresa.
Nesta fase de conhecimento da empresa, é importante conhecer os seus valores, missão, produtos, público-alvo, concorrência, posicionamento, discussões e definir a mensagem exacta que o logótipo irá transmitir. É importante também, a recolha de informações sobre o mercado e posicionamento de empresas ou produtos concorrentes.


2. Criação e desenvolvimento (onde seleccionamos e cozinhamos os melhores ingredientes...)

- Faz-se o estudo do resultado do Briefing e das Pesquisas;
- Junta-se a definição de alternativas;
- Refoga-se o desenvolvimento do projecto gráfico ( logótipo, identidade corporativa, website, etc);
- Polvilha-se com a selecção da melhor ou melhores ideias que cumprem os objectivos do briefing;
- Mete-se numa forma o layout da(s) sugestão(ões) nas várias versões;
- Leva-se ao forno durante tempo indeterminado, para apresentação e discussão das ideias;
- Retira-se novamente para possíveis sugestões, possibilidade de mudanças, ajustes, cores, etc. 


3. Produto final (empratamento e degustação...)

- Construção final do logótipo, em vectorial, com as cores previamente definidas; 
- Criação do Manual de Normas da marca, de forma a garantir uma boa utilização do logótipo, tanto pela marca como por terceiros;

Esta “receita” faz parte de uma decisão estratégica que garante, não só uma peça que soma valor à sua empresa, como também exige menos investimento para comunicar os valores da mesma. 
São comuns os casos em que os empresários que investem nas infra-estruturas e nas matérias-primas, acabam por deixar a identidade visual como última preocupação e na mão de pessoas desqualificadas. O resultado nem sempre é o que se espera, o que leva a empresa a ter que refazer tudo, o que exige então a substituição de todas as peças de comunicação para a nova identidade corporativa.

Por isso, pense com antecedência e de forma profissional no planeamento da identidade visual da sua marca. Nós estamos aqui para ajudar. Temos cozinheiros prontos para criar a receita perfeita para si.

Fale connosco. Estamos à distância de um telefonema: +351 210 964 054

Autores
Luís Soldado
Luís Soldado
Sílvia Borralho
Sílvia Borralho
Íris Filipa
Íris Filipa
Marco Barata
Marco Barata
Ana Ferreira
Ana Ferreira
Daniel Santos
Daniel Santos
Ricardo Cardoso
Ricardo Cardoso
Nico
Nico